Estudar Medicina em Portugal

QUEIMA DAS FITAS

Estudar medicina continua a ser um sonho de muitos jovens portugueses. Embora o número de faculdades de medicina e o numerus clausus tenham vindo a aumentar nos últimos anos, a concretização deste sonho continua a ser alcançado apenas por uma pequena percentagem de "sonhadores".

Os critérios de acesso ao Curso de Medicina em Portugal têm sido desde há muito tempo constestado quanto à falta de avaliação de vocações pessoais tomando como exemplo Inglaterra onde entrevistas pessoais constituem parte integrante da avaliação aos candidatos. Em contraste, o sistema educativo de Portugal apenas tem em consideração a média do ensino secundário (50%) com o resultado das provas de ingresso (50%) de Biologia e Geologia, Física e Química e Matemática.

O Curso de Medicina, que desde o tratado de Bolonha, deixou de ser uma Licenciatura passando actualmente a ser um Mestrado Integrado, mantém a duração de 6 anos letivos obrigando agora à elaboração de uma tese que, ao ser apresentada no final do sexto ano, aufere o grau de Mestrado ao Curso de Medicina.

O seguinte quadro apresenta as notas de acesso do último candidato a ser admitido em cada Faculdade de Medicina ao longo dos útlimos anos

 

2009

2010

2011

2012

FMUL

179,5

180,8

182,0

180,5

FCM

178,8

179,3

181,2

179,5

FMUP

183,7

185,2

186,3

183,5

ICBAS

182,0

183,5

185,5

183,5

FMUC

180,5

181,5

183,5

181,3

UBI

178,5

178,7

180,8

179,0

MINHO

181,5

182,7

184,5

182,5

 

 

 

 

 

FMUL – Universidade de Lisboa Faculdade de Medicina
FCM – Universidade Nova de Lisboa Faculdade de Ciências Médicas
FMUP – Universidade do Porto Faculdade de Medicina
ICBAS – Universidade do Porto Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar
UBI – Universidade da Beira Interior
MINHO – Universidade do Minho

Bernardo Pessoa

O site www.CursodeMedicina.com criado por Bernardo Pessoa para ajudar todos os colegas e futuros médicos